Ser mãe de primeira viagem é uma experiência única que vem junto de um monte de emoções, dúvidas e sensações. Neste post a nossa missão é dar dicas para mãe de primeira viagem e tornar esse momento mais leve na sua vida, e saiba, ser mãe não é nada que você não dê conta e arrase!

Eu sei, são muitas coisas para pensar…e eu trouxe para você alguns temas relevantes desde a gestação até o nascimento do seu filhote. Vamos lá, mamãe?

Gestação

Dicas para mãe de primeira viagem

Planejamento com obstetra, pediatra e maternidade

Esse passo é muito importante logo ao início da sua gestação, assim você pode ir com calma na escolha dos profissionais de saúde que vão te acompanhar nessa jornada. Assim deve ser feito também com a maternidade, busque conhecer algumas antes do parto e já deixe definido, isso vai evitar sufocos na hora H.

Pré natal

Essa etapa deve ser feita logo quando a confirmação da gravidez for feita ou até o terceiro mês de gestação. Ele é fundamental para que você e o bebê tenham um crescimento saudável. Disponibilizo para você esse link do portal de Saúde do Governo onde você pode tirar todas as suas dúvidas sobre esse procedimento.

O período de duração do pré natal para gestação de baixo risco é de 32 semanas mensais e depois da 37ª semana deve ser semanal até o momento do parto. Esse processo acaba depois do final do puerpério.

Economize para as vacinas

Esse é um planejamento financeiro necessário, são diversos tipos e o seus valores costumam ser elevados então, faça uma poupança financeira destinada a isso, a saúde do seu filho deve vir em primeiro lugar!

Lista de compras

Antes de sair comprando tudo por aí, calma! Você tem 9 meses para fazer isso, vá comprando aos poucos e liste tudo o que é realmente necessário para o bebê. Essa etapa pode até facilitar caso você faça um chá de bebê, já vai saber exatamente o que falta.

Nesse post eu te dou várias dicas sobre o enxoval do bebê, isso vai ajudar com que você liste com sabedoria as coisinhas para o pequeno.

O que muda em mim?

Sabe a TPM? É normal que você se sinta como se estivesse com ela durante a gestação, há muita alteração hormonal então você pode ficar mais chorona, irritada, com muito sono e mudanças de humor.

Outras características como a constipação intestinal são bem comuns, assim como azia ou refluxo. Nesse caso, consulte seu médico para saber o que tomar caso isso aconteça corriqueiramente.

Prática sexual

Você pode continuar praticando durante sua gestação se não houver nenhuma contra indicação, ser mãe de primeira viagem não é um castigo em relação a sua vida sexual, muitas mulheres sentem até mais prazer nesse período.

Porém, caso aconteçam sangramentos é melhor consultar seu médico, isso pode ser consequência de problemas como placenta de baixa inserção, colo uterino curto, etc.

Prática de atividades físicas

Elas não só podem, como devem ser feitas regularmente! Os exercícios mais indicados são os aeróbios e de fortalecimento muscular. Mas lembre: sempre consulte seu médico para garantir a segurança de vocês.

Descanso antes do parto

Aproveite todo o momento possível para descansar antes do parto, seu sono vai desregular e sua rotina vai mudar , você precisa reservar energia para cuidar do seu pequeno no pós parto então, repouso mamãe!

Escolhendo o tipo de parto

Acredito que essa seja a parte que deixa as mamães de primeira viagem mais ansiosas, não é? Caso você escolha uma maternidade pública a primeira opção sempre é o parto normal, se a mãe tiver condições de saúde para tal. Já nas clínicas particulares você pode optar pelo que mais lhe agrada, também levando em consideração as condições de saúde.

Caso opte pelo parto natural ou humanizado, dá uma olhada na diferença de cada um segundo a Ginecologista Dra. Flávia Burim Scomparini (CRM-SC: 22716):

O parto natural é aquele em que não são realizadas intervenções ou uso de medicações para o estímulo do nascimento.
O parto humanizado é o termo que usamos para o parto que respeita as preferências da mãe e o tempo do bebê. No parto humanizado, por exemplo, o bebê vai direto para o colo da mãe e permanece em contato com sua pele pela próxima hora. O pediatra faz a avaliação do recém-nascido ainda nos braços da mãe, e o clampeamento e corte do cordão umbilical é feito após a parada da pulsação.

O tipo do parto SEMPRE deve ter indicação médica, você deve levar em consideração o seu corpo, não só seu desejo.

Parto

Dicas para mãe de primeira viagem

Ser mãe de primeira viagem é uma experiência nova, não fazemos idéia de como será a sensação, dor e recuperação do parto. Normalmente ele acontece na 39ª ou na 41ª semana, mas o cálculo da data prevista para o parto (DPP) é de 40 semanas.

Lembro vocês mães que organizem as visitas para o dia do parto, você NÃO tem obrigação de receber visitas na maternidade, você estará extremamente cansada e isso é uma opção de cada uma.

Pós Parto

Dicas para mãe de primeira viagem

Amamentação

A primeira será na chamada “Golden Hour”, acontece na primeira hora do nascimento do pequeno e é, muitas vezes, um momento de ligação entre mãe e filho.

A amamentação deve acontecer pelo menos nos 6 primeiros meses do seu filhote, mas há recomendações de que seja mantida até o 26º mês. Para aumento da produção de leite a dica é consumir muita água!

Não tenho leite, e agora? Primeiramente, não se sinta culpada! Você não é menos mãe por isso, isso depende do organismo de cada mulher. Existem medicamentos que ajudam a estimular a produção do leite e podem acabar sendo uma alternativa, assim como também existe o banco de leite, consulte o seu médico.

Peça ajuda

Ser mãe de primeira viagem é uma coisa, ser uma super heroína é outra. Não negue ajuda dos parentes e amigos, você vai estar se adaptando numa nova rotina totalmente diferente, peça ajuda e tire todas as suas dúvidas sempre que preciso com quem já foi mãe, ok?

Meu bebê não para de chorar

Pense que a única maneira do seu filho se comunicar é o choro, é super normal que ele chore muito e isso é um sinal de alerta: fome, sono, dores, etc. Com o tempo você vai entender os tipos de choro para cada coisa, vira uma maneira de vocês se comunicarem.

Rotina

Ter uma rotina ajuda que você também identifique os choros do seu filho, pois haverá uma hora certa para cada momento do dia. E você também passa a se planejar melhor com seu descanso e demais atividades.

O bebê normalmente dorme 20h diárias, então manter essa rotina de soninho vai ser importante para vocês dois.

Chupeta

Caso não encontre saída e mesmo fazendo de tudo o choro permaneça, a chupeta pode ser uma boa aliada. É indicado que seu uso seja até os 18 meses de idade.

Passeios

Os passeios estão totalmente liberados mais ou menos após os 3 meses de idade, quando todas as vacinas estiverem em dia. Mas é essencial tomar sol e se movimentar, de início escolha passeios mais curtos e em locais sem muitas pessoas.

Refluxo e cólica

Mesmo sendo mãe de primeira viagem você já deve saber que os refluxos e cólicas acontecem. Os arrotos após amamentação e deitar o bebê de barriga para cima ajudam quanto ao refluxo.

Já as cólicas, podem ser aliviadas com massagens, toalha aquecida, bolsinhas aromáticas e deitando o pequeno na posição ventral.

Higiene

Os banhos devem ser dados 1x ao dia com sabonete glicerinado, se necessário mais de um banho no dia é melhor evitar produtos de higiene, use somente água.

A limpeza do umbigo deve ser realizada 2x ao dia com auxilio de um cotonete e também no banho.

Pai e o bebê

O pai também tem que assumir atividades, a mãe não deve ser responsável por fazer tudo! Coisas básicas como banho e troca de fralda podem e devem ser feitas perfeitamente pelos papais.

Depressão pós parto

Sentir uma tristeza é normal, não se sinta culpada por estar assim nesse momento. Ela acontece principalmente no puerpério e você pode trata-la, temos um post no blog dedicado a esse assunto, confere clicando aqui.

Dica extras!

Saiba ignorar certos palpites, sempre terão várias pessoas para dizer o que é certo e o que é errado, filtre o que é realmente construtivo para vocês.

E o mais importante: NÃO SE COMPARE! Cada um é único, por isso a forma como algumas pessoas vivem e sentem a maternidade é diferente também, cada um age da melhor maneira dentro do seu alcance e só você sabe como é ser mãe de primeira viagem.

Espero ter auxiliado você nesse momento tão único na sua vida com estas dicas para mãe de primeira viagem e que você possa ter uma maternidade tranquila e seja muito feliz!
Fontes: Dicas de Mulher, Danone Nutricia, Bebe Abril e CordVida.
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *